Visitantes online

como colocar contador de visitas no site

Bernardo é surdo e se perde no shopping

domingo, maio 19, 2013

Quando as pessoas falam que sou obcecada por Libras, gostaria que uma dessas pessoas se desse a oportunidade de conhecer um surdo.

Hoje mesmo fui até o Shopping passear com minhas crianças e me deparei com uma situação deprimente.

Uma criança de dez anos, um menino chorava desesperadamente. Gritava, gritava, ao lado de um carro, mas não dizia uma palavra qualquer. Várias pessoas tentaram ajudá-lo, mas ele reagia sinalizando nervoso. Chamaram a segurança que o levou para dentro do shopping.

Eu no começo pensei que fosse malcriação do menino, sei lá. Mas meu instinto falou mais alto: “Ele é surdo.” – Foi aí que fui até à confusão e sinalizei um OI, TUDO BEM? Pra ele.

Fiquei surpresa com sua mudança de comportamento. Ele se acalmou na hora e começou a dizer que havia perdido sua mãe dentro do shopping. Estava desesperado. Sinalizava muito rápido. Ele tinha avisado que ia à loja ao lado olhar os brinquedos, mas de repente ela sumiu.  Ele ficou com medo de que ela pudesse ter ido embora, por isso foi verificar se o carro ainda estava no estacionamento.

A administração do shopping ficou perplexa vendo eu e o garoto nos comunicarmos. E começaram a anunciar pelo microfone: “Atenção Sra. Célia, favor comparecer ao balcão de informações. Seu filho Bernardo encontra-se perdido e aguarda pela senhora.”

Eu perguntei a Bernardo se sua mãe era surda e ele respondeu que sim. Ai, ai, ai.

Perguntei ao shopping se eles tinham algum sistema de aviso luminoso que pudesse exibir o aviso e eles responderam que não tinham.

Então de que adianta chamar a mãe pelo alto-falante se ela não ouve?

O jeito foi irmos até à administração, onde se encontram as telas que transmitem tudo o que as câmeras de segurança do shopping captam. Depois de quase vinte minutos, localizamos a Sra. Célia. Ela não estava muito longe da loja de brinquedos. Mas como o fluxo de pessoas aumenta no final de semana, em questão de segundos perdeu seu filho.

Passaram um rádio para o segurança que estava naquele andar, e eu pedi que ele escrevesse num papel: “Calma, seu filho bem. Ele vem aqui agora. Esperar aqui junto eu.”, - e entregasse à ela. Ele o fez e entregou à Sra. Célia. Pude perceber sua fisionomia um pouco mais aliviada.

Enquanto íamos ao encontro de D. Célia, expliquei à administração sobre Libras, a Lei, o Decreto e que já é obrigatória a presença de um intérprete em locais públicos. Eles não sabiam. Aff...

Quando avistamos Sra. Célia, Bernardo soltou da minha mão e foi correndo ao encontro de sua mãe. Ambos se abraçaram e ele me apontou, sinalizando: “Ela escuta mas sabe a nossa língua. Não é o máximo?”

Tudo resolvido, fomos comer juntos no Mc Donald´s e foi um prazer tê-los conhecido. Trocamos e-mails, links do facebook e celulares.

Isso deve acontecer em vários lugares do Brasil e do mundo. Quando irão perceber isso?

O nome do shopping? Não vou citar, pois hoje você pode ser processado por qualquer coisa. Apesar de ter ajudado, não sei se poderia mencionar este acontecimento aqui.

As fotos? Esqueci de tirar. Também achei muito chato pedir para tirar uma foto depois dessa confusão toda. Célia e Bernardo estavam tão nervosos e eu iria pedir para tirar uma foto e postar no meu face??? Nuncaaaa!!! Entreguei meu cartão com todos meus contatos, inclusive do meu blog. Se eles quiserem se manifestar, tudo bem. Do contrário, mais um acontecimento emocionante do qual eu participei.

Isto aconteceu em um shopping em Campinas. Irei encontrar Célia e Bernardo mais vezes. Aí quem sabe rola uma foto.


Libras é a segunda língua oficial do Brasil conforme Lei nº 10.436/02 e Decreto nº 5.626/05.
#SINALIZAR É PRECISO#


Postagens Relacionadas

0 comentários

Muito obrigada, de coração, por sua visita. Adoraria se deixasse um comentário.